Aventure-se comigo...

Aventure-se comigo...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

SADOMASOQUISMO?




Depois do sucesso do lixo  livro "50 Tons de Cinza", sugiro que as mulheres leiam algo muito mais instrutivo:

Diz a resenha:

" Alguma vez você disse "sim" quando queria dizer não? Já quis soltar os cachorros em alguém, mas acabou engolindo sapo? Já pediu desculpas quando não tinha culpa nenhuma? Bom, se você respondeu "sim" às questões, deve estar cansada de ser uma mulher boazinha. Aquela criatura agradável, quietinha e que "conhece o seu devido lugar". Segue então um conselho: entre em contato com a "vaca" que há em você. No livro Descubra a sua vaca interior, todas as mulheres vão descobrir, de forma bem-humorada como afrontar o controle macho do mundo. Um verdadeiro manual de guerrilha, da mulher poderosa."


Existem enigmas da humanidade que desafiam a compreensão de qualquer ser pensante. Um desses enigmas é o sucesso desse livro pseudo- erótico babaca, dos tais dos tons de cinza. Antes quero esclarecer: nada contra a prática de sadomasoquismo, ou qualquer outra prática sexual, fetiche e afins. Acho até interessante apimentar a relação com algumas coisinhas diferentes. Mas pelamorrrdedeusss, quem conseguiu ler esse livro e achar excitante merece um prêmio. A protagonista é uma mulher  americana, universitária, VIRGEM !! Só por aí, já se torna inverossímil. 

Ela se apaixona por um homem maravilhosamente atraente, podre de rico, mas ele só consegue se relacionar com mulheres dentro dos critérios da dominação (ele dominador, ela escrava). Vamos combinar: o cara é rico e lindo, dá presentes caríssimos, carros, roupas, viagens de helicóptero, quem não ia topar levar umas chicotadas de um sujeito desses? Até eu, que sou absolutamente indomável. Mas, em um caso desse, eu negocio, né? Ok, 10 chicotadas e você me dá um Porsche. Vermelho!

O que estraga a leitura é a redação infantil e patética da escritora, que não teve coragem suficiente para retratar uma mulher DE VERDADE em uma relação fora dos padrões da chamada "normalidade".

Não percam tempo nem dinheiro. Vale mais assumir a vaca que existe em você, submissão entre quatro paredes pode ser bom, mas na vida real é um tiro no pé!


3 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Como faz para soltar o anjo interior? Porque a vaca eu já sou até demais... kkkkkkkkkk.

Bem mas o livro deve, com certeza, ser melhor que 50 tons de cinza. Alías não é uma tarefa difícil ser melhor... rsrs.

Beijocas

Jade disse...

Eu li poucas páginas desse livro e me senti com 15 anos lendo os romances Sabrina, Júlia e afins!!
Prefiro ser uma vaca com certeza!!
Tô tentando voltar pro blog... beijos!!

Paty Peralta disse...

ADORO SEUS TEXTOS RSRS E AS DICAS TB.