Aventure-se comigo...

Aventure-se comigo...

sábado, 26 de fevereiro de 2011

FACEBOOK É PROPAGANDA DE MARGARINA?

Vocês já perceberam como a maoria das pessoas que mantém um perfil no Facebook faz questão de postar fotos de viagens, festas ou fotos com aquele "olhar bovino" de apaixonado(a) junto ao seu par?
De uns tempos para cá, eu estou participando desse site de relacionamentos, em razão do meu engajamento à causa animal.  Ali eu entro em contato com pessoas e ONGs que cuidam de animais abandonados, vítimas de maus-tratos, histórias muito tristes e o Facebook foi uma boa ferramenta para essa finalidade.
Mas, o que me motiva a entrar ali acaba se confrontando com as coisas que eu vejo nas páginas de amigos e, confesso, desconhecidos.

Pois é... fico estarrecida com a cara de pau de certas pessoas que fazem de tudo para demonstrar o quanto são belas, felizes, bem sucedidas, quando na verdade eu sei que é bem o oposto. Tem gente devendo pra Deus e o mundo, enrolada em dívidas bancárias, prestes a ser despejada, e aparece lá no perfil, em dezenas  de fotos da viagem recente a um desses resorts paradisíacos.

Durante a semana, sou procurada por essas mesmas pessoas, que estão em busca de um advogado amigo, que cobre "baratinho", para defende-las em ações de cobrança de toda a sorte. Façameofavor, né??  Na hora de gastar em hotéis de luxo nas férias (enquanto eu labutava nesse calor paulistano), essas mesmas criaturas não pensaram em economizar, e vão querer pechinchar justamente na hora de pagar honorários para  o advogado??

E tem ainda aquele casal que se odeia, só não se separam por causa dos filhos - ou para não ter de fazer a partilha dos bens - posando de amantes à moda antiga, com direito a legenda nas fotos declarando todo o amor que sentem um pelo outro. Hããã? Querem enganar a quem?

Uma amiga recém separada disse que não tem perfil no Facebook porque fica deprimida ao ver seus amigos casados e felizes e ela  se sente sozinha e fracassada. Mal sabe ela que, na verdade, esse teatro todo é um engodo, para iludir pessoas desavisadas, que acreditam nessas fotas que mais parecem anúncio de margarina: a mamãe servindo o café da manhã, o papai de terno sentado à mesa com os filhos  (lindos, loiros de olhos azuis), todos sorrindo, que família perfeita! Só mesmo no comercial!

Por que essas pessoas não publicam as fotos do Natal, depois que ficaram bêbadas e deram vexame? Ou as fotos das inevitáveis brigas familiares, as fotos  com cara de tédio no trabalho diário, as fotos das (os) amantes?? Ah... é que esses momentos nunca são registrados, eles são varridos para debaixo do tapete.

Se nós formos comparar a imagem que as pessoas nos passam com a nossa realidade,  estamos fadados à infelicidade, ou à inveja e frustração. Aliás, é exatamente isso que esse comportamento busca: despertar a inveja do outro, por meio de uma imagem falsa, criada com o intuito de demonstrar qualidades que não se têm. Já existem pesquisas a esse respeito que comprovam o resultado nocivo na auto-estima de inúmeras pessoas, ao se depararem com o "mundo maravilhoso do Facebook" (veja ao final o link).
Como disse a minha querida Dra Alina, quem está feliz não tem tempo para ficar publicando fotos na internet, está mais empenhado em ocupar seu tempo com o que o faz feliz.  É fato!

Eu estou feliz, minha vida aos poucos volta a ser preenchida de sentido, em breve vou adotar uma cachorrinha  abandonada, a Pitika, que precisa de amor e cuidados -isso me faz um bem danado! 
O meu perfil no Facebook tem esse propósito e, com isso em mente, passei a conhecer pessoas interessantes, que compartilham das minhas idéias e meus ideais. 

Pois bem, caros leitores, chego á conclusão de que os sites de relacionamento não são um mal em si, eles dependem do uso que cada um de nós faz deles. E existem maneiras de bem usá-los. Mas... como diz minha mãe: tem gente que aprecia os olhos, e outros que gostam da remela.
Aos que apreciam o narcisismo alheio, bom proveito!
Eu, por outro lado, estou sempre garimpando pedras preciosas e acabo encontrando...

Veja sobre Facebook e a inveja:

13 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Ameeeei esse post! Nossa é tudo que penso. E é por isso que me irritam um pouco essas redes sociais. Aqueles perfis com gente se beijando, levantando taças em festas, sorrindo e agarrada com um monte de gente. Fora os casais que a gente sabe que não é tudo isso, posando de romãnticos e apaixonados.

Não tenho estômago para isso. Uso essas redes, mais para divulgar meus posts e buscar algo do meu interesse.

Beijocas

Lola - a racional disse...

Olha, vc sabe.. no meu FB tem de tudo... menos photoshop...
Tem foto bonita, foto nem tanto, gente bêbada, fim de festa... principalmente das festas em família.. rsrsrs
Mas em geral, a gente só expoe o que tem carinho... os animais, os amigos, os bons momentos..
Se bem que os desabafos do blog, rolam lá tb... rsrsrs

Pitty que Pariu disse...

Eu costumo afirmas que as redes podem até ser sociais, mas os usuários não necessariamente.
Também uso o facebook, também posto fotos bacanas, mas as legendas são ácidas e dão o tom exato da tragicidade que só a realidade é capaz de compor.
Fora da internet há vida! Ao menos a minha tá lá.

Balzaquiana com 'Z' disse...

Oi moça, cheguei até aqui por meio do Confissões...

Eu vou confessar que eu não faço parte dessas redes sociais porque... tipo... acho que sou muito fraca... eu começo a ficar indignada com a felicidade ou falsa felicidade desse povo. E eu também sofro de vergonha alheia... e nessas redes sociais fatalmente você sente vergonha pelos outros.

No fim tudo tem há ver como a forma que você utiliza o produto. Tem gente que faz a mesma coisa em blog... fica fazendo discursos sobre sua peseudo felicidade.

Foi um prazer conhecer seu blog.

BeijoZzz

Bergilde Croce disse...

Conhecendo seu blog e também já acompanhando daqui.Sobre face eu tenho perfil lá porque é um modo prático de reencontrar gente que tenho certeza que de outra maneira jamais reencontraria.De fotos nos perfis,tens razão quanto a pouca autenticidade,mas cada um tem a liberdade de ser o que é ou ainda de pretender ser,sou a favor da liberdade de expressão,mas não gosto dos 'fakes' que vejo aos montes pelos networks.
Abraços ,
Bergilde

Bárbara Rezende disse...

OI QUERIDA...

ADOREI O POST E PRINCIPALMENTE A PARTE DAQUELES AMIGOS QUE QUEREM UMA ADVOGADA BARATINHA... NINGUEM MERECE!!!

BJKSSSSSSSSSSSSSSSS

Só Brincos disse...

Maravilhoso o seu comentário,é tudo o que nós pensamos também,eu e minha esposa não tinhamos a palavra correta para definir essa super exposição das pessoas,despertar a inveja do outro, por meio de uma imagem falsa, criada com o intuito de demonstrar qualidades que não se têm.
Rogerio e Gloria Rinaldi
Desgner de jóias
http://sbrincos.blogspot.com
até.

colerica disse...

O Facebook tem cara de catálogo de casamento. Parece que as pessoas o usam para divulgar o quanto são perfeitas. Totalmente fake.

Parabéns pelo seu blog ;)

Bill Falcão disse...

Perfeita a sua análise das redes sociais, Cristine! Fica difícil acrescentar alguma coisa. Me dá a impressão de que você simplesmente esgotou o assunto. De maneira brilhante, diga-se de passagem.
Bjooo!!

Lady Murphy disse...

Olá,
Vim parar aqui também por meio do Confissões... Não é a primeira vez que a Dama faz links entre blogs interessantes. Muita gente me encontrou por causa dela e eu já encontrei alguns da mesma forma.

Esse texto é a essencia do texto que ela acabou de postar lá.

E tem muito do que nós, pessoas normais, que tem problemas normais passamos e vemos no dia a dia: O delírio da vida perfeira com que nos deparamos nas redes.

Em outros tempos, eu mesma já me senti pra baixo por causa da felicidade fácil em que os outros viviam. Até me dar conta de que era falsa. Até me dar conta de que a felicidade genuína não deixa tempo vago para nos ocuparmos forjando uma realidade. E que essa felicidade genu[ina é geralmente compartilhada com os que fazem parte da nossa vida real, não da virtual.

Adorei seu texto!

Atitude: substantivo feminino disse...

Esse texto está perfeito! Acabei de compartilhar no buzz.
10!

Mayara disse...

É verdade, eu acho mesmo que muitas pessoas se divertem mais tirando fotos pra colocar em redes sociais do que no momento mesmo em que estão vivendo. Apesar disso, eu sou um pouco mais benevolente, pq penso que a maioria das pessoas quer mostrar ao outro o que tem de melhor, independente de ser verdade ou não. Quantas pessoas você conhece que se apresentam apresentando seus defeitos?

NadiCR disse...

Eu adorei de coração o teu blog!
É acompanho inúmero blogs, e é muito difícil fazer um comentário, mas o seu post merece!
Isso é tudo o que penso!
Não tenho nenhuma página pessoal em orkut e nem em facebook, por que não me interessa expor minha vida pessoal, a vida é minha! E simplesmente porque não suporto o tamanho da hipocrisia das pessoas! A quem elas querem enganar? Eu sei que é tudo mentira!
Um grande abraço!