Aventure-se comigo...

Aventure-se comigo...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Esta semana aprendi...

Quando pensamos que sabemos tudo, ao menos no que diz respeito a nós mesmos... a vida nos mostra sua faceta humorada (se tivermos sorte, o lado bem humorado) e temos que rever nossos conceitos.

Esta semana, aprendi que o tempo só passa rapidamente quando não temos pressa... o seja, esta semana caminhou feito uma lesma para mim. Mal posso esperar pelo feriado!! (motivos íntimos e particulares...hehehe)

Aprendi, também, que quando achamos que a vida está "bem do jeito que tá" e nossa rotina toma um ritmo confortável, legalzinho... das duas uma: ou uma tsunami passa arrasando com tudo, ou algo muito bom vem para arrebatar nosso coração.

No meu caso, felizmente, a tsunami já passou e agora foi a vez do arrebatamento.
Vivemos nas duas vertentes: nada é tão ruim que não possa piorar E nada é tão bom que não possa melhorar.

Jurei por todos os santos, mesmo não sendo lá muito religiosa, que não ia me envolver tão cedo com alguém, nem tampouco morar junto. Então... aprendi que minha mãe tinha razão: "não cospe pra cima que cai na testa"...
Lá estou eu, toda bobona, chorando na webcam quando meu amado canta uma música do Dean Martin pra mim... contando as horas pra ele vir a São Paulo.

Ahhh... isso me fez lembrar de outra lição: jurei, apostei e fiz pouco de quem duvidou que eu j-a-m-a-i-s iria me envolver de novo com alguém que morasse longe. Fora de cogitação. Já tive namorado na Alemanha, outro na Bahia... sofri com a distância e falei: no more !!

Bem... desnecessário dizer que APRENDI que não escolhemos de quem vamos gostar, muito menos a localidade onde o cidadão mora.

E, a lição mais contundente da semana, que deixo a vocês - antes, permitam contar a historinha que precede a lição:
Sexta-feira, fui fazer um exame de ultrassonografia. Realizada a primeira parte do exame, o médico pediu que eu esvaziasse a bexiga (primeiro você tem de enche-la até quase fazer xixi nas calças, depois tem que descer quase pelada da maca pra esvaziar... affff).
A enfermeira me acompanhou até o banheiro anexo à sala de exames. Abriu a porta para que eu entrasse e... SURPRESA!! Lá estava um homem barbudo, sentado no vaso, com as calças arriadas, sem saber se subia as calças ou fechava a porta. Não sei quem se assustou mais: eu, a enfermeira ou ele. E eu usando aquela camisolinha de hospital que não esconde nada (mas, certamente, em melhor posição do que o barbudo).

Enfim, a última lição da semana: SEMPRE BATA NA PORTA DO BANHEIRO ANTES DE ENTRAR.

5 comentários:

Connery SCCP disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

querida, passei bons 5 minutos rindo, imaginando a cena do banheiro

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

acho q vou anotar estas recomendações, e quem sabe, escrever um almanaque

beijos

Paty Peralta disse...

Hum adorei boa sorte beijos
!

Anônimo disse...

Cara colega...sou adv tb. Aqui no Rj. Morri de rir...com o final do seu post....agora a pergunta q nao quer calar...e ai...como ficou o desenrolar..de vc super apertada e diante desta cena?
Agora indo ao inicio do post....vc tem toda razão...nao podemos dizer NUNCA e q dessa AGUA EU NAO BEBEREI..é a coisa mais certa...um dia sempre nos contradizemos.
Adorei teu blog..esta nos meus favoritos. Mas ainda nao tenho blog...
Abraços
Núbia
nubiarj_56@hotmail.com

Baiano Crazy disse...

rsrrs....qdo li, "namorado na Bahia", deu um frio gostoso na barriga e em outras partes tambem, kkkkkk.......

Bom te ver, bom saber que ainda sou lembrado, pois vc nunca foi esquecida.

Cheiro

Baiano Crazy disse...

rsrrs....qdo li, "namorado na Bahia", deu um frio gostoso na barriga e em outras partes tambem, kkkkkk.......

Bom te ver, bom saber que ainda sou lembrado, pois vc nunca foi esquecida.

Cheiro